Total de visualizações de página

sábado, 9 de maio de 2015

O MUNDO IGNORA, QUE TE AMO



O MUNDO IGNORA, QUE TE AMO

O mundo Ignora, que te amo
Se soubesse não ia concordar 
Não cometeria este engano 
De nos fazer sofrer, e separar 

A minha alma chora de dor
Chega a ser insuportável
Porque hei-de sentir no amor
Esta dor tão inimaginável

Ninguém vai-te amar como eu
Alojaste-te em meu coração
Entreguei-me a ti, e sou teu
És a minha vida, a minha paixão

Esta noite vou parar de pensar 
Não quero continuar a sofrer
Estás longe, em algum lugar
E, eu aqui sem te poder ver

Ai como era bom estares comigo
Fazeres parte do meu Mundo
Ai como eu quero estar contigo
E, viver este amor profundo

Luís Filipe D. Figueiredo

2 comentários: