Total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de maio de 2015

QUERO OLHAR-TE, OLHOS NOS OLHOS



QUERO OLHAR-TE, OLHOS NOS OLHOS

Quero olhar-te, olhos nos olhos
E, sentir, o quanto me amas 
Quero despir-te, tirar-te esses folhos
Para que sintas, o teu corpo em chamas

Quero sentir este amor sublime
Que faz o teu corpo ficar a tremer
Fazendo com que o meu se anime 
E, te satisfaça louco prazer 

Quero ouvir-te, gemer baixinho 
Sentindo o teu corpo se contorcer
E, penetrar-te fundo, e devagarinho 

Até o teu corpo desfalecer
Quero que Mercúrio seja o padrinho 
Deste amor lindo, que sinto crescer 

Luís Filipe D. Figueiredo
2015-05-06

Nenhum comentário:

Postar um comentário