Total de visualizações de página

sábado, 23 de maio de 2015

SEMPRE QUE OIÇO A NOSSA MÚSICA


SEMPRE QUE OIÇO A NOSSA MÚSICA

Sempre que oiço a nossa música
Meu coração bate descompassadamente 
Fazendo-me a sua súplica 
E, demonstrando-me o seu amor ardente 

Sinto um misto de nostalgia, e saudade
Voo, na imensidão do espaço
Grito bem alto, que te amo de verdade
E, imploro pelo teu abraço

Desejoso do teu desmedido beijo
Continuo, desesperado implorando
onde estás amor que não te vejo 
E, me sinto naufragando 

Sinto desejo de te ter nos braços
De poder acariciar o teu rosto
De desenhar os teus belos traços
E, sussurrar o quanto de ti gosto

Dizer, que te amo de forma indelével 
E, em forma de poesia
Que este amor é inquestionável 
E, ultrapassa em muito o, que sentia 

És o meu sol, a minha lua, as minhas estrelas 
És toda a razão, da minha existência 
És a eleita do meu coração entre todas elas 
És para mim a mais maravilhosa referência 

Luís Filipe D. Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário