Total de visualizações de página

domingo, 21 de junho de 2015

TENHO PRESSA DE TE OLHAR

TENHO PRESSA DE TE OLHAR 

Onde estarás meu amor
Quero-te ver, vem depressa
Necessito sentir o teu calor
Volta amor, que tenho pressa

Tenho pressa de te olhar
E abraçar o teu corpo belo
Quero poder acariciar 
Os anéis do teu cabelo 

Quero cobri-lo de beijos
Amar-te, ardentemente
Saciar os meus desejos
E possuir-te finalmente

Deixa, que me faça ouvir
Dentro desse teu coração
Para que ele possa sentir
Este amor, esta paixão

Ninguém poderá suster 
Este meu grito derradeiro
Nem os mares o podem fazer
Nem mesmo o mundo inteiro

Mesmo sem te vislumbrar 
Espero por ti, minha vida
És aquela a quem vou amar
A qual jamais será esquecida 

Luís Filipe D. Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário