Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de junho de 2015

TROCAMOS JURAS DE AMOR



TROCAMOS JURAS DE AMOR

Trocámos juras de amor
Nada nos conseguiu deter
Nos amamos com vigor
Não parávamos de mexer 

Subimos ao céu, e juntos
Voamos de estrela em estrela
Sempre te fazendo meus afagos
Para mim, eras a mais bela

Tens a força da palavra
A força do meu sentir 
És como um arado, que lavra 
A terra, a fazendo florir

Não me esqueças linda flor 
E me ama sem reservas
Deixa brotar esse amor 
Que tem vivido nas trevas

Amei-te, amei-te perdidamente
Como se fosse a primeira vez
Tudo podia ter sido diferente
Mas adorei, essa tua timidez 

Luís Filipe D. Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário