Total de visualizações de página

terça-feira, 2 de junho de 2015

VOU-TE AMAR ATÉ MORRER



VOU-TE AMAR ATÉ MORRER

Vou-te amar até morrer 
Disso tenho absoluta certeza
Enquanto meu coração bater
Não enjeitarei a tua beleza 

O cheiro suave dos lírios do campo
Pairava naquela manhã de primavera
Perfumando com suavidade e encanto 
O teu corpo, que estava à minha espera

Voei na tua direção, ávido de desejo
E, ao beijar o teu corpo docemente 
A cada centímetro, e a cada beijo
Ouvi teus gemidos intensamente 

Com os olhos fixos no teu peito
Deleitei-me, e deixei-me deliciar
Mordiscando-os com ternura, e jeito 
Não conseguindo deixar de os, olhar 

Nossos corpos deliram de prazer 
Ficando loucos, e inebriados
Por fim, ao senti-los desfalecer
Verifiquei que estavam unificados

Amo-te nesta, e noutra dimensão
Levito com a tua arte, e magia
Vibro, vivo, e sinto esta sensação
Sinto-me teu, de noite, e de dia

Luís Filipe D. Figueiredo

3 comentários:

  1. Cada dia que passa ,seu blog fica mais bonito. Um encanto suas poesias. Linda demais. Amei. Parabéns meu querido amigo Luís Figueiredo. BJ no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem haja amiga obrigado receba o meu beijo no seu lindo coração !

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir