Total de visualizações de página

domingo, 2 de agosto de 2015

A PRIMAVERA SURGIA



A PRIMAVERA SURGIA 

A Primavera surgia
E, com ela, a primeira flor
Olhei o teu rosto, inundado de alegria 
Comparei-te com ela, e chamei-te de amor 

Descalços, caminhámos os dois 
Pelo sopé, daquela linda montanha
Ai, como foi bom, sentir depois 
Aquele seu cheiro, que se entranha 

Com as minhas mãos decidi escavar
Queria guardar, aquela terra
E, para sempre a conservar 

Para a lembrar como uma quimera
Perpetuando o teu sorriso, o teu olhar
E, o cheiro, da montanha na Primavera

Luís Filipe D. Figueiredo

Um comentário: