Total de visualizações de página

domingo, 30 de agosto de 2015

O HOMEM QUE UM DIA PROCUREI SER



O HOMEM QUE UM DIA PROCUREI SER

O homem que um dia procurei ser
Nem sempre o consegui evidenciar 
Sonhador, e alegre ao te conhecer 
Perdidamente apaixonado ao te amar 

Via pétalas de rosas no ar
E, os meus olhos brilhavam de emoção 
Pedia ao vento para tas entregar 
E, que te demonstrasse a minha paixão

Percorri desertos, atravessei oceanos
Conquistei a lua, e também o sol
Vivi entre verdades, e enganos 

Fiz de ti a minha vida, o meu farol
Fiz projetos, conjeturas, e planos 
Contigo a meu lado, à luz de arrebol 

Luís Filipe D. Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário