Total de visualizações de página

sábado, 3 de outubro de 2015

OLHO DENTRO DE MIM



OLHO DENTRO DE MIM

Olho dentro de mim
E, procuro encontrar
Aquele amor sem fim
Que um dia vi no teu olhar 

Viro e reviro 
As minhas entranhas
E, com um suspiro 
Imploro que venhas

Quero-te ver 
Meu grande amor
Não consigo esquecer

O teu vigor
Volta a aparecer 
Quero sentir, o teu odor 

Luís Filipe D. Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário