Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

RECORDO



RECORDO

Recordo o desejo sentido
Que naquela tarde de verão
Pouco a pouco foi surgindo
Dando azo à nossa paixão 

E, a este amor tão lindo
Que me abrasa o coração
De um modo desmedido
Causando-me satisfação 

Como testemunha 
Tivemos o pôr-do-sol 
Neste amor que se impunha 

Ante as nuvens cor de arrebol
Nesta bela praia da Catalunha
Onde o mar foi o nosso lençol 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário