Total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

LEMBRO-ME DE TI, DO TEU SILÊNCIO



LEMBRO-ME DE TI, DO TEU SILÊNCIO

Lembro-me de ti, e do teu silêncio
Lembro-me de ti, quando a chuva cai
Lembro-me de ti, em cada momento 
Que o teu silêncio, o meu atrai 

Lembro-me de ti, ao falar de amor
Lembro-me de ti, ao olhar as estrelas
Lembro-me de ti, e do teu ardor 
Quando olho o céu, e voo para elas

Lembro-me de ti, em cada minuto
Lembro-me de ti, em cada segundo
Lembro-me de ti, com o intuito 

De sonhar contigo, e realizar tudo 
Lembro-me de ti, ao sentir o vento 
Bem de mansinho, a ficar mudo

Luís Filipe D. Figueiredo