Total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

NECESSITO SENTIR-ME INTEIRO



NECESSITO SENTIR-ME INTEIRO

Necessito sentir-me inteiro
Sinto saudade de ti, amor
E, ao olhar o velho ribeiro
A minha alma chora de dor

A sua água límpida, e cristalina
Que corre ao longo do seu leito
Faz-me lembrar a menina 
Que guardo dentro do peito

A chuva que cai com abundância 
Sobre o nosso encantador ribeiro 
Faz-me sentir, a tua fragrância 

E, o teu lindo sorriso verdadeiro
Ai como eu queria voltar à infância 
Para te amar sempre em primeiro

Luís Filipe D. Figueiredo