Total de visualizações de página

sábado, 21 de novembro de 2015

PROCURO-TE DEBAIXO DE ÁGUA



PROCURO-TE DEBAIXO DE ÁGUA 

Procuro-te debaixo de água 
Nado como um golfinho
Mas no peito, sinto a mágoa
De não te encontrar no caminho 

Tento encontrar-te na multidão
Minha linda borboleta
Que voas sem destino, e direção 
À procura de uma bela violeta

Mais a frente avisto um colibri
Voando de flor, em flor
E, ao passar por ele, sorri

E, revela-me, procurar o seu amor
Animou-me, e não desisti 
Continuo a procurar-te meu amor

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)