Total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

NÃO RESISTI AO TEU OLHAR



NÃO RESISTI AO TEU OLHAR

Não resisti ao teu olhar 
E, um longo beijo, te dei
Com o intuito de te amar 
O teu pescoço; marquei 

Ao marcar o teu pescoço 
Com o meu atrevido beijo
Surgiu em ti um alvoroço
Que, saciou o meu desejo 

Depois veio o sorriso 
Resultante do pecado
Daquele momento conciso

No teu pescoço gravado
O meu, malicioso, e preciso
O teu, envergonhado 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)