Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

AI SE EU TIVESSE O PODER



AI SE EU TIVESSE O PODER

Ai se eu tivesse o poder
De adivinhar o amanhã 
Com certeza ia Querer 
Amar-te, pela manhã

Amar-te, pela manhã
Amar-te, durante o dia
Tornar-te minha anfitriã
E, na luz que me alumia 

Ai se eu pudesse adivinhar
Os teus belos pensamentos
Certamente iria-me tornar

Na razão dos teus intentos 
E, contigo me deixaria levitar
Ao sabor suave, dos ventos 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário