Total de visualizações de página

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

É ENTRE AS ESTRELAS QUE TE PROCURO



É ENTRE AS ESTRELAS QUE TE PROCURO

É entre as estrelas que te procuro
Sempre que sinto saudades tuas
Olho o céu, e salto o muro
Deixando-me deambular pelas ruas 

Rodeado por tanta gente
Nunca me senti tão só
E, o facto é que de repente
De mim começo a sentir dó

Sentindo-me como um indigente
No meio da multidão
E, por mais que queira, ser diferente

Não consigo, só me acompanha a solidão
A qual fria, e indiferente 
Vai deixando chorar, o meu coração

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário