Total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

É NA TRAVESSIA DO DESERTO



É NA TRAVESSIA DO DESERTO 

É na travessia do deserto 
Que eu por ti começo a chamar 
E, vejo os teus cabelos ao vento
E rosas a desabrochar 

O teu corpo se contorce no ar 
Envolvido por pétalas de flores
E, é com os olhos a lacrimejar
Que, recordo os meus amores

A minha imaginação não pára 
E, sinto os nossos corações a palpitar
E, os meus braços como uma amarra 

Envolvem-te, para te segurar
E, a música, ai essa não pára 
Fazendo-me continuar a sonhar 

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário