Total de visualizações de página

domingo, 28 de fevereiro de 2016

QUERO AMAR- TE MEU AMOR



QUERO AMAR- TE MEU AMOR 

Quero amar- te meu amor 
Deitar o meu rosto no teu ventre
Quero sentir o teu calor 
E, verificar que está diferente 

Quero sentir o movimento 
De uma criança a mexer
E, a alegria do momento 
De uma vida, a aparecer 

Quero contigo compartilhar
Este momento tão belo, e feliz
Construir castelos no ar 

Contar histórias, ao petiz
Com que me vais presentear
E, que será o teu poeta, aprendiz 

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário