Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

TROCA DE OLHARES



TROCA DE OLHARES 

Destemidos, e sem receios 
Teus olhos fitaram os meus 
Que usaram todos os meios 
Para seduzirem os teus 

Nesta breve troca de olhares 
O amor em mim nasceu 
E, ao pedi-te para me amares 
Todo o teu corpo estremeceu 

Eras uma flor a desabrochar 
Dentro do meu peito 
A qual me veio perfumar 

E, fazer de mim o seu eleito 
Neste jardim sem ter par 
Onde o nosso amor é perfeito 

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário