Total de visualizações de página

sábado, 5 de março de 2016

AI COMO É DIFÍCIL FICAR EM SILÊNCIO



AI COMO É DIFÍCIL FICAR EM SILÊNCIO 

Ai como é difícil ficar em silêncio 
Quando a minha alma quer gritar
E, dizer-te que nada é fictício 
Inclusivamente o teu lindo olhar

Existes na minha imaginação 
És tão real, que só a ti pertenço 
Não és apenas a ilusão 
O sonho que tenho, e logo esqueço

És o desejo de tudo que quero
Mas que não consigo agarrar 
És o sentimento puro e sincero 

Que desde menino desejo tocar 
És a mulher por quem eu espero 
E, que um dia irei amar 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário