Total de visualizações de página

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

ÁVIDO DE AMOR, E DE DESEJO


ÁVIDO DE AMOR, E DE DESEJO 

Ávido de amor, e de desejo 
Busquei no teu corpo o prazer
E, na tua boca, o beijo
Naquele dia, ao entardecer 

Não resisti, e fui mais além 
Sussurrando ao teu ouvido
Deixas-me louco meu bem
Ai, como o teu corpo é lindo

Despi-te rapidamente
E, ao por de sol, te amei
Foi tão belo, e diferente

Que jamais esquecerei
Hoje, agora, e sempre
Para sempre recordarei 

Luís Filipe d. Figueiredo
Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Um comentário: