Total de visualizações de página

terça-feira, 6 de setembro de 2016

SOU CONTIGO, AQUILO QUE SOU


SOU CONTIGO, AQUILO QUE SOU 

Sou contigo, aquilo que sou 
Sou a ave em busca do ninho
Sou tudo quando te dou
O meu amor, e carinho

Sou a montanha, e a bruma
Que encobre o teu doce olhar
Sou o mar com sua espuma
Ao sentir-te nele a entrar 

Sou o silêncio, que te envolve
Incapaz de te magoar 
Sou o vento que se move 

Espalhando o teu aroma no ar
Sou esta paixão enorme 
Que não te consigo ocultar 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário