Total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

AS RUAS ESTÃO VAZIAS


AS RUAS ESTÃO VAZIAS

As ruas estão vazias
Não te consigo encontrar
Estão tão tristes, e frias 
Como triste, está o meu olhar

Por companheira tenho a noite
Que me ajuda a procurar-te
E, estimula, a que me afoite 
A um dia encontrar-te 

Só quem ama desta maneira 
Tem este engenho, e arte
Acreditando a vida inteira 

Que um dia vai achar-te 
E, não é uma brincadeira
Este desejo de amar-te. 

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

2 comentários:

  1. Boa tarde Luis!fico feliz que tenha enviado esta poesia que tanto amo..grata..beijinhos mil.😘😘😘

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir