Total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

EM SILÊNCIO DEITE UM BEIJO


EM SILÊNCIO DEITE UM BEIJO

Em silêncio deite um beijo
Tão gostoso, e tão ardente
Que ainda hoje o revejo 
E, me faz sentir diferente

Com a força do pensamento
Esse beijo delicado
Foi entregue pelo vento
Em nome dum coração apaixonado 

Tão intensa foi a sensação
Que, o amor em mim nasceu
E, o meu enorme coração

Sem apelo se rendeu
Dando azo a esta paixão
Que incendeia, o meu, e o teu 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Um comentário: