Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

OLHO-ME NOS OLHOS.


 
OLHO-ME NOS OLHOS. 

Olho-me nos olhos. 
Através do espelho. 
Tristes, e magoados. 
Sinto-me velho. 

Perderam o brilho. 
Que um dia tiveram. 
Enquanto palmilho. 
Recordo como eram. 

Olhar genuíno. 
Doce primavera. 
Vejo-me menino. 

Linda quimera. 
Desprovido de tino. 
Juventude efémera. 

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)


Nenhum comentário:

Postar um comentário