Total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

NA PÉTALA DE UMA FLOR


NA PÉTALA DE UMA FLOR 

Na pétala de uma flor 
Vi a tua silhueta surgir
E, até o teu olor 
Eu comecei a sentir

Inebriado pelo perfume 
Que fiz questão de inalar
O corpo ardeu-me como lume
Ao sentir o teu cheiro a pairar 

Eras parte do meu sonho
Estavas me no pensamento
O meu dia ficou risonho

Inspiraste me, e deste alento
Mas o acordar foi medonho 
Tu não estavas, no momento

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

NA PÉTALA DE UMA FLOR


NA PÉTALA DE UMA FLOR 

Na pétala de uma flor 
Vi a tua silhueta surgir
E, até o teu olor 
Eu comecei a sentir

Inebriado pelo perfume 
Que fiz questão de inalar
O corpo ardeu-me como lume
Ao sentir o teu cheiro a pairar 

Eras parte do meu sonho
Estavas me no pensamento
O meu dia ficou risonho

Inspiraste me, e deste alento
Mas o acordar foi medonho 
Tu não estavas, no momento

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)