Total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

NUM TURBILHÃO DE PENSAMENTOS



NUM TURBILHÃO DE PENSAMENTOS

Num turbilhão de pensamentos
A minha mente se confundia
Entre alegrias, e lamentos
Que apenas a mim transmitia 

Ao pegar numa folha em branco
Senti vontade de a colorir 
E, ali sentado num banco 
Impregnei-a com o meu sentir 

Desenhando o teu semblante
Para sentir-te mais perto
Anui a esta vontade incessante 

Que me deixava feliz e liberto
Recordando-te em cada instante 
Captando-te em cada gesto

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

NUM TURBILHÃO DE PENSAMENTOS


NUM TURBILHÃO DE PENSAMENTOS

Num turbilhão de pensamentos
A minha mente se confundia
Entre alegrias, e lamentos
Que apenas a mim transmitia 

Ao pegar numa folha em branco
Senti vontade de a colorir 
E, ali sentado num banco 
Impregnei-a com o meu sentir 

Desenhando o teu semblante
Para sentir-te mais perto
Anui a esta vontade incessante 

Que me deixava feliz e liberto
Recordando-te em cada instante 
Captando-te em cada gesto

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)