Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de agosto de 2016

O MEU MUNDO É COMO UM RIO



O MEU MUNDO É COMO UM RIO

O meu mundo é como um rio
Onde só tu podes navegar
Sem ter medo, nem frio
De nele mergulhar

Os meus dias são vazios
Se não estás junto a mim
Dolorosos, e sombrios 
Ecoam, um grito sem fim 

As tuas doces lembranças 
Entram em mim, furtivamente 
Dando-me esperanças 

De um dia melhor, e diferente.
Ai como é bom sentir as memórias
Que tenho de ti, somente.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

O MEU MUNDO É COMO UM RIO


O MEU MUNDO É COMO UM RIO

O meu mundo é como um rio
Onde só tu podes navegar
Sem ter medo, nem frio
De nele mergulhar

Os meus dias são vazios
Se não estás junto a mim
Dolorosos, e sombrios 
Ecoam, um grito sem fim 

As tuas doces lembranças 
Entram em mim, furtivamente 
Dando-me esperanças 

De um dia melhor, e diferente.
Ai como é bom sentir as memórias
Que tenho de ti, somente.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)