Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

POR TUA CULPA


POR TUA CULPA 

Por tua culpa, senti a tristeza.
O desespero, e a desilusão.
Por tua culpa, conheci a fraqueza.
O doce, e o amargo, da paixão.

Por tua culpa, esqueci-me de mim.
Deixei de ser, aquele que eu era.
Por tua culpa, senti-me assim.
Ao matares em mim, a primavera.

Por tua culpa, senti-me perdido. 
E, solitário, entre a multidão.
Por tua culpa, fiquei ofendido.

E, desregrado, e na solidão.
Por tua culpa, fiquei tão ferido.
Que não consegui dar-te o meu perdão.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário