Total de visualizações de página

terça-feira, 18 de abril de 2017

DUAS LÁGRIMAS AO DESAFIO


DUAS LÁGRIMAS AO DESAFIO

Duas lágrimas ao desafio.
O teu semblante visitou.
Era noite, e estava frio.
Nenhuma delas se pronunciou.

Deslizaram em silêncio.
E, molharam o teu rosto.
Nada lhes foi indiferente.
Sentindo o quanto de ti gosto.

A minha alma generosa.
Não lhes quis ficar atrás 
E, embora desgostosa.

Informou-as onde estás.
Minha bela, flor charmosa.
Que em mim sempre viverás. 

Luís Filipe D Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Um comentário:

  1. Boa noite Luís! Maravilhoso! És fantástico! Gostei muito! Aplausos. Bj na alma

    ResponderExcluir