Total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de junho de 2017

NO CORAÇÃO GUARDEI UM SEGREDO


NO CORAÇÃO GUARDEI UM SEGREDO

No coração guardei um segredo.
Que só com ele, quero dividir.
É tão belo, que sinto medo.
Que ele, um dia se possa extinguir.

No coração guardei um segredo.
Que só com ele, falo de ti.
E, transformo-me num aedo.
E, recito-lhe os versos, que te escrevi.

No coração guardei um segredo.
Quando de mãos dadas contamos as estrelas.
E, naquela praia, por trás do penedo. 

Os teus lindos olhos, brilharam com elas.
E, apontaste o teu dedo. 
A mais brilhante delas. 

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário