Total de visualizações de página

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

CAMINHEI CONTIGO, LADO, A LADO


CAMINHEI CONTIGO, LADO, A LADO

Caminhei contigo, lado, a lado.
Percorri Terras, e mares, desconhecidos.
Vivemos momentos, sem significado.
Mas outros, que jamais serão esquecidos.

Foram tantas as noites, de amor. 
Em que os nossos corpos se envolveram
Ávidos de prazer, e repletos de fervor.
Tantas, e tantas vezes um ao outro se submeteram. 

Doces momentos, que guardo dentro de mim.
Recordações inesquecíveis, gravadas no meu ser.
Pedra preciosa, de beleza, sem fim.

És para mim, a minha vida, e razão de viver.
A flor do campo, que cheira a jasmim.
E, se perpetua em mim, enquanto eu puder.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

CAMINHEI CONTIGO, LADO, A LADO


CAMINHEI CONTIGO, LADO, A LADO

Caminhei contigo, lado, a lado.
Percorri Terras, e mares, desconhecidos.
Vivemos momentos, sem significado.
Mas outros, que jamais serão esquecidos.

Foram tantas as noites, de amor. 
Em que os nossos corpos se envolveram
Ávidos de prazer, e repletos de fervor.
Tantas, e tantas vezes um ao outro se submeteram. 

Doces momentos, que guardo dentro de mim.
Recordações inesquecíveis, gravadas no meu ser.
Pedra preciosa, de beleza, sem fim.

És para mim, a minha vida, e razão de viver.
A flor do campo, que cheira a jasmim.
E, se perpetua em mim, enquanto eu puder.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)