Total de visualizações de página

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

COM OS OLHOS MAREJADOS


COM OS OLHOS MAREJADOS

Com os olhos marejados.
E, um grito de revolta.
Sentimentos exaltados.
Expandiam-se à minha volta.

Eram muitos.
Os, que estavam ali.
Contactos proscritos.
Que sofrem entre si.

Gente que sofre. 
E, não encontra saída.
Que chama pela morte. 

Cansados da vida.
Tristes, com a sorte. 
Da vida, sofrida.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

COM OS OLHOS MAREJADOS


COM OS OLHOS MAREJADOS

Com os olhos marejados.
E, um grito de revolta.
Sentimentos exaltados.
Expandiam-se à minha volta.

Eram muitos.
Os, que estavam ali.
Contactos proscritos.
Que sofrem entre si.

Gente que sofre. 
E, não encontra saída.
Que chama pela morte. 

Cansados da vida.
Tristes, com a sorte. 
Da vida, sofrida.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)