Total de visualizações de página

quarta-feira, 1 de março de 2017

SINTO MEDO DE TE PERDER



SINTO MEDO DE TE PERDER

Sinto medo de te perder.
Sempre que tenho, que partir.
Sinto fugir-me o chão, e a tremer.
Peço a Deus, que me deixe vir.

Quero voltar a sentir este amor.
Que vive enraizado, dentro de mim.
Quero eternamente, sentir o fulgor.
Que me faz, sentir assim.

Necessito abraçar, o teu lindo corpo.
Beija-lo, ardentemente.
E, numa luta excitada, corpo a corpo.

Atingirmos o orgasmo, simultaneamente. 
Deixando a boca, do teu corpo.
Num latejar lento, e concomitante.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

SINTO MEDO DE TE PERDER


SINTO MEDO DE TE PERDER 

Sinto medo de te perder. 
Sempre que tenho, que partir. 
Sinto fugir-me o chão, e a tremer. 
Peço a Deus, que me deixe vir. 

Quero voltar a sentir este amor. 
Que vive enraizado, dentro de mim. 
Quero eternamente, sentir o fulgor. 
Que me faz, sentir assim. 

Necessito abraçar, o teu lindo corpo. 
Beija-lo, ardentemente. 
E, numa luta excitada, corpo a corpo. 

Atingirmos o orgasmo, simultaneamente. 
Deixando a boca, do teu corpo. 
Num latejar lento, e concomitante .

Luís Filipe D. Figueiredo 

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)