Total de visualizações de página

quinta-feira, 18 de maio de 2017

FECHEI A PORTA AO MUNDO


FECHEI A PORTA AO MUNDO

Fechei a porta ao mundo.
No dia em que te conheci.
Isolados, esqueci tudo.
Vivi apenas, e só para ti.

As horas pararam, no tempo.
Os meses pararam, no ano.
Os dias, a linha do tempo.
O tempo que eu te amo.

Com amor escrevi o presente. 
Por amor descuidei o futuro.
E, apenas tu, estás-me na mente.

Neste amor sublime, e puro.
Não me importo que certa gente.
Não me entenda, não me torturo.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

FECHEI A PORTA AO MUNDO


FECHEI A PORTA AO MUNDO

Fechei a porta ao mundo.
No dia em que te conheci.
Isolados, esqueci tudo.
Vivi apenas, e só para ti.

As horas pararam, no tempo.
Os meses pararam, no ano.
Os dias, a linha do tempo.
O tempo que eu te amo.

Com amor escrevi o presente. 
Por amor descuidei o futuro.
E, apenas tu, estás-me na mente.

Neste amor sublime, e puro.
Não me importo que certa gente.
Não me entenda, não me torturo.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)